quinta-feira, 20 de maio de 2010

DOMINAÇÃO VIRTUAL OU DOMINAÇÃO À DISTÂNCIA

Olá amigos, navegando pela internet encontrei este texto muito legal sobre a questão da dominação à distância. A autora, Rainha Frágil, residente em Fortaleza é uma das principais dominadoras do cenário BDSM no nordeste. Aproveitem.

Dominação virtual ou dominação à distância
por Rainha Frágil

"Eu gosto de separar bem direitinho essas duas idéias. Na verdade, dominação virtual  é a dominação à distância, porque “virtual” ganhou esse significado por causa da internet, e para definir justamente “relacionamento à distância”. Mas eu so dá época do sexo virtual mesmo, rs. Então, o sexo virtual era uma coisa assim: “Agora eu tô tirando a calcinha, toda molhadinha” E do outro lado o sujeito digitava ” E eu to com o pau bem duro, gostosa!”.  Nem havia cam nessa epoca, né? A hora do orgasmo era algo sensacional.  “UHAOAOSOER” “JSUORQPEAA”  que significava que vc estava batendo convulsivamente no teclado… rs. Uma coisa assim… descontrolada!!
Pois viu como conheço?
Eu tirei umas ondas de sexo virtual anos atrás… Muitos anos, rs.
E acho que um monte de gente também curtiu porque quando você fala em Dominação Virtual as pessoas pensam que vai nessa linha… ” Agora eu estou com as mãos amarradas, magnânima Senhora”  Ao que hoje eu, intrigada, perguntaria: “Ah sim, e pode me dizer como é que está digitando?”
Então, para efeito deste post, vamos falar em Dominação à Distância.
E se  digo Dominação, estou me referindo a uma relação essencialmente D/s.
E passa muito longe das relações superficiais propostas por aqueles escravos que se “atrabancam” no meu msn e imploram do nada: “Me domina!”  “Me domina!”
Dominação  é um processo lento. E à distância esse processo só não será mais lento se a pessoa do outro lado for uma pessoa criativa, disposta e franca.
A palavra escrita deciframos, compreendemos, racionalizamos. E para viver algo intensamente à distância é preciso que a palavra além de tudo isso, nos faça sentir.  A vantagem delas sobre todas as outras formas de expressão é que elas ficam registradas então é preciso coerência.  Quando não há verdade, abre-se imediatamente um abismo de contradições. Diria o Caetano:  “Clareza na expressão de cada sensação”
E assim, os quereres, os limites, as emoçôes…
Num primeiro momento acho importante definir até onde vai essa dominação. Obviamente que quem optou por esse tipo de relação tem imensas limitações em sua vida cotidiana. Então gosto de delimitar esse espaço porque vai acontecer no cotidiano também essa dominação. Não. Ela não começa e termina no msn ou numa troca tola de e-mails.
Vai adiante.
Eu gosto do jogo de ocupar espaços. De ver o outro se debater pra depois aceitar. Jogo delicado, de andar pelas beiradas."