segunda-feira, 9 de novembro de 2009

NÍVEIS DE CASTRAÇÃO DE UM HOMEM.

1. O Controle da Sexualidade:

O primeiro nível de castração estabelece-se quando o macho submete o controle de sua sexualidade para a Mulher. Ele não terá nenhum tipo de relação ou prazer sexual sem a permissão dela, e só poderá ter qualquer tipo de sexo de acordo com a direção dela. Embora este seja apenas o primeiro nível, se acontecer de fato, o macho fica disponível para servir o desejo da Mulher. Se uma Mulher controlar a sexualidade masculina até este primeiro grau, ela conseguirá ter o controle absoluto sobre ele. Se a sexualidade de um macho pode ser controlada, ele provavelmente pode ser controlado em quase tudo, já que o sexo é parte essencial da vida de quase todos os machos.

2. A castração da ejaculação:

No segundo nível os homens podem ser treinados a segurar ou adiar a ejaculação e manter uma ereção pelo tempo que a Mulher desejar. Caso o homem não tenha permissão para ejacular dentro da vagina ele pode retirar o pênis (coitus interruptus) e alcançar ou não o clímax através da masturbação. Com o tempo e usando este método, o homem perderá a capacidade e o desejo de atingir o clímax intra-vaginal e se acostumará a alcançar o orgasmo somente por manipulação manual. O segundo nível de castração é alcançado quando o homem for capaz de não ejacular por mais longo que seja o tempo que permanecer dentro da Mulher. Este nível livra a Mulher dos problemas de controle de natalidade e não precisará tomar substâncias químicas ou colocar um corpo estranho como um diafragma.

3. A castração pela posse:

O terceiro nível de castração é alcançado quando o homem permite livremente que seus órgãos genitais possam ser colocados
além do seu próprio controle. Esta é a castração de “bondage”, utilizando cintos, lacres e outros dispositivos de controle que lhe impeçam qualquer tipo de manifestação sexual ou até mesmo uma ereção até que o dispositivo seja afastado.

4. A castração pela Dor:

O quarto nível de castração é alcançado quando o homem está sujeito ao que é geralmente conhecido em BDSM como tortura genital (CB&T) ou disciplina sexual. Este nível requer a submissão do homem para aceitar a dor aplicada a seus órgãos genitais ou nos castigos aplicados para punir sua conduta. Normalmente repreende-se o homem quando este manifesta sua vontade sexual. A dor neste nível em geral é moderada, mas tem uma função simbólica. Estabelece na psique do submisso que desejar o sexo sem autoriazação é sinônimo de dor.

5. A castração pela Propriedade:

Posse necessariamente não significa Propriedade. Quando a pessoa é dona de algo, ela é livre para fazer o que quiser com o objeto de sua propriedade. A Mulher que detém a propriedade dos órgãos genitais do seu homem é também Dona dele. Sendo ela proprietária do órgão sexual masculino a castração é realizada pela Mulher ao empresta o submisso para a satisfação de outras Mulheres. Este nível de castração estabelece que o macho já não possua o ego dele e não tem mais o direito de escolha. Pois ele pertence a uma Mulher que faz com ele o que Ela desejar. Também tem a função importante de eliminar os vestígios de exclusividade ou monogamia sexual na psique do macho. Um passo adicional no processo de castração pode ser
realizado exigindo para o submisso testemunho da Mulher desfrutar de outros homens. Isto estabelece na psique do macho que ele não tem nenhuma prerrogativa ou qualquer direito sobre o corpo da Mulher. Neste nível de castração, utiliza-se a técnica de subjugar o homem a praticas sexuais com parceiros do mesmo sexo. Para que ele entenda em definitivo que o que vale é a vontade da Mulher.

6. A castração pelo Sangue:

O sexto nível de castração é alcançado sujeitando-se os órgãos genitais masculinos ao “piercing” para a colocação de anéis, pulseiras, ou outras formas de jóia genital que a Mulher pode desejar que seu submisso use.

7. A castração pelo Desempenho:

O sétimo nível de castração realizada quimicamente. Através da ingestão de medicamentos que diminuem a libido dos homens. Com a castração química temporária, a Mulher mantém o macho com desejo sexual, mas com impossibilidade total em obter um alívio sexual ou orgasmo pela falta da ereção.

8. A Castração Radical:

O oitavo nível de castração, castração radical, requer a remoção cirúrgica dos testículos. A castração radical livra o macho do desejo sexual como também elimina seu prazer sexual. Esta forma de castração é usada para criar o “Gallae” (eunucos), ou escravo sexual castrado das Deusas ou Sacerdotisas. Tais machos executaram um papel essencial em sociedades matriarcais antigas e seriam necessários em matriarcados futuros.

TEXTO ADAPTADO DO ORIGINAL, AUTORA RAINHA HELGA.