quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

FEMINA SUPREMA

HOMENAGEM À FEMINA SUPREMA 
por zp


Um homem comum, criado com os conceitos patriarcais e competitivos da sociedade e que, segundo tais fundamentos, “venceu  na vida”, há quase 20 anos vive uma relação onde, por acordo firmado e confirmado cotidianamente, é o feliz submisso à vontade e aos desejos de sua Esposa, também Dona e Senhora.

Como em qualquer criatura masculina criada nos ditames patriarcais, o machismo era preponderante e a afirmação de predominância do poder masculino sobre o feminino era uma obsessiva e angustiante procura. Isso o transformou num  indivíduo que procurava sua satisfação, especialmente a sexual, de qualquer modo e a qualquer momento. Em reuniões sociais, estando acompanhado ou não de uma Mulher, os olhares compulsivamente procuravam alguma fêmea que pudesse dar algum indício de eventual realização sexual 
futura. E assim, tornou-se um obcecado pelo sexo Feminino, mas centrado em sua única e exclusiva satisfação, pouco importando  o que, de fato, as diferentes parceiras que teve pudessem sentir em relação ao sexo e à busca da plenitude amorosa.

Esse quadro foi se alterando ao longo da vida, até que encontrou num evento social aquela que faria com que ele entendesse e assumisse o que de fato sua alma atormentada buscava nas Mulheres que tivera: a verdadeira oportunidade de se permitir à entrega total de seu ser Àquela que o guiaria daí em diante no percorrer de todos os sentidos da vida.

Nessa entrega do corpo e da alma, a tão sonhada e buscada plenitude e do conforto da paz foi alcançada. A vivência autêntica da relação onde a Mulher é encarada como a figura principal traz ao homem um estado d'alma que o leva às proximidades do Nirvana.  Cada gesto, cada ação, cada entrega significa a expiação dativa da alma masculina dedicada à felicidade plena da  Femina. A busca da felicidade é a procura de se viver dentro do princípio da realidade interna de cada um. É dentro dessa verdade íntima, que encarada com coragem e determinação, permite estarmos livres no arbítrio de direcionarmos nossa própria existência. Essa liberdade interior sintetiza a existência da relação totalmente centrada na Dominação Feminina enquanto estilo de vida. 

Dominação Feminina é a relação em que o Poder - físico, psicológico e espiritual - é inerente à Mulher (em razão de Sua Essência Superior - sensibilidade, intuição, poder de criação, entendimento com a natureza, e 
demais atributos Femininos ).  No processo evolutivo dos adeptos desse estilo de vida, especialmente de casais que têm um sólido "background" de respeito e consideração mútuos, (o que proporciona diálogo honesto e aberto), a Dominação Feminina parte das "cenas" esporádicas para práticas regulares, evoluindo até que o papel dominante da relação passe a ser naturalmente exercido pela Mulher na vida 
cotidiana do casal, consubstanciada no respeito, na obediência, na coragem, na lealdade, na confiança, na cumplicidade, todos elementos essenciais do amor.

Esse é um processo contínuo e dinâmico, em constante busca de melhoria da relação e da própria natureza da Superioridade Feminina e da entrega masculina, onde os eventos e, principalmente, os sentimentos e as sensações são captadas e discutidas, com o sentido maior de promover, sempre e sempre, a melhoria da própria relação em si, onde a felicidade e o prazer possam ser cada vez mais aprofundados.  Portanto, o aprofundamento dessa relação - a muito comentada relação 24/7 - é muito instigante. Trata-se de uma opção 
consciente de aprender e desenvolver como estilo de vida, valores que são divergentes dos paradigmas vigentes em nossa sociedade. Essa ruptura de paradigmas segue um norte dado por valores ditos femininos, que podem ser sintetizados no conceito "Femina Suprema". O "poder que está acima de tudo", dentro do humano, é o Feminino, são os valores femininos. É a entrega do homem e seu ancestral poder cultural, ao poder de acolhimento, orientação, direção, que tem como sentido os valores femininos.

A agressividade, a competição, a ânsia pelo poder passam a ter menor valor que a cooperação, a solidariedade, a generosidade,  a ética nos relacionamentos. Isso parece utópico, mas se lembrarmos que a sociedade é construída por ações cotidianas, poderemos estar contribuindo para a transformação de consciências, e assim, da realidade. Daí a importância de poder divulgar e ampliar o número de pessoas que possam conhecer e se aprofundar nas delícias da Dominação Feminina enquanto estilo de vida. Portanto, o fato de se viver o 24/7 significa uma vida embasada nessa "troca de poder". E isso traz paz, benquerença e felicidade para os parceiros e para algumas pessoas que os cercam, sejam parentes, amigos ou 
companheiras(os) de Dominação Feminina. 

Assim, 24/7 é a vivência de novos paradigmas no cotidiano de um casal que se respeita, se admira e, fundamentalmente, se ama. A assunção de ambos os parceiros a seus papéis-vida resulta infalivelmente na 
felicidade do casal.

VIVA A FEMINA SUPREMA !!