terça-feira, 22 de junho de 2010

O ZÍPER, A BOTA E O PÉ - Memórias de Priscilla


Zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzu. O som do zíper correndo pelo couro da bota.

Toc. O salto batendo no chão de tacos.

Zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzu.

_Espere, disse, erguendo a mão.

Ajoelhou-se, segurou no calcanhar e com cuidado descobriu o pé muito branco.

_ Você usa bota sem meia, observou.

Aproximou o rosto, aspirou solene, um tanto de carvalho e frutas vermelhas, talvez algo de amêndoas e terra, parecia que ia dizer algo assim, mas não, calou.

Logo a língua a deslizar por entre os dedos, os dentes raspando nas peles mais grossas, olham-se.

Na boca, todos os lugares por onde ela passou.


Retirado do blog memórias de Priscila