segunda-feira, 9 de junho de 2014

O TRIBUTO

Ola a todos. Outro dia eu estava conversando com um amigo submisso pela internet sobre tributos e Dominadoras, acabei achando bem legal os argumentos apresentados por ele, que de forma bem clara levanta vários pontos desse assunto. Não irei me posicionar sobre o tema e não pretendo impor um ponto de vista como uma verdade única, mas como achei que existe muita coerência no que eu li, irei transcrever alguns dos trechos da conversa. E ai cada um faz sua reflexão.

* O sub quer que a Domme tenha assessórios diversos, que ela se apresente impecavelmente vestida a caráter e ele acha que isso não tem custo para ela? O mínimo que ele deve fazer é pagar o tributo, assim ele vai estar colaborando para ela ter oque é necessário para usar nele ou com ele.

* Um sub quando procura uma Domme Profissional, ele sabe que vai pagar tributo. E no fundo ele quer pagar tributo. Esse tipo de sub gosta de ser "explorado" ou pelo menos de gastar. Se a Domme aliviar no tributo ela vai estar deixando de ser o tipo de Dominadora que o sub procurou. 

* Em poucas palavras, para mim, um submisso quando procura uma Dominadora Profissional, ele tem total consciência que será dominado em troca de dinheiro ou favores e ela só ira realizar sua fantasia se ele pagar o tributo. Se o sub acha que a Domme vai se apaixonar por ele e por isso ela não vai querer o tributo, ele ta se iludindo.

* O tributo não precisa ser sempre em dinheiro, mas deveria. Se não for em dinheiro que ele pague o tributo em serviços ou em presentes. Ou todos eles.

* O dono da grana é o dono do jogo? Não sei dizer nem que sim e nem que não. Mas acho que a Dona do jogo só não vai ser a Domme se ela não quiser. A maioria das Dominadoras tem sua lista de praticas e o tributo só vai cobrir as praticas que ela curte. Mesmo que o sub pague e deseje X ou Y, no final das contas quem vai fazer ou não algo, sempre será ela que decide e com certeza não será o tributo que vai convencê-la de algo que não faz ou não quer. 

*Tributo não é algo apenas para Dommes profissionais. Tributo é dar dinheiro para a Domme.

* Ser money slave é ser explorado financeiramente e/ou sustentar uma Domme, e com certeza, não é dar trocadinho achando que ta fazendo algo importante.

* Money slave não é uma fonte de renda fácil, é preciso que a Domme ofereça a contrapartida. Tem muita gente que distorce isso e se aproveita, exige dinheiro deixando de lado os outros prazeres que também fazem parte do contexto.

* O tributo no BDSM pode ser um fetiche saudável e inteligente.