quinta-feira, 23 de maio de 2013

OBJETOS PARA SPANKING


Spanking com Segurança Total

Os acessórios usados para aplicar os açoites de acordo com suas características e formas são: 1. rígidos; 2. flexíveis; 3. estreitos; 4. largos.


É amplamente divulgado que no Spanking, assim como no SM, devemos começar com coisas bem simples e ir aumentando aos poucos. É bom ressaltar, que com a intensidade dos golpes acontece o mesmo. Nem todos os spankees têm a mesma resistência à dor e por isso deve-se começar suavemente. Primeiro, com golpes suaves e pequenos, e depois ir aumentando a intensidade, conforme a tolerância.

Para os objetos utilizados no spank temos como principio físico a teoria que diz que, quanto maior a superfície, menor a pressão. Então, se batermos com uma vara (cane) ou uma chibata, cujo diâmetro chega a apenas um centímetro, a pressão exercida por esse golpe é muito maior, ocasionando algo parecido a um corte. Se batermos com uma palmatória, a intensidade é distribuída uniformemente por toda a superfície da mesma. Um hematoma em si não teria maiores problemas, mas se isso se tornar repetitivo, pode chegar a deixar lesões permanentes e alterações do tecido de graves consequências, tais como ulcerações, por exemplo. 

Para evitarmos deixar cicatrizes permanentes na pele, devemos utilizar instrumentos que sejam planos. Para os iniciantes, o recomendável é começar com suavidade, incrementando aos poucos a intensidade e a duração do castigo, o façam também com objetos suficientemente grandes (chinelos e palmatórias) e, pouco à pouco, à medida que o escravo adquirir habilidade comece a utilizar outros.


No caso do chicote de 12 fios (de couro), a chibata e a vara (cane), eles deixam marcas intensas, muito difíceis de disfarçar, eles também podem deixar feridas abertas.
Se usar uma chibata, as que terminem em lingüetas de couro são menos agressivas. Já o chicote de 12 fios é menos contundente que a chibata e a vara (cane) por ser um objeto semi-rígido o que ocasiona um golpe menos profundo.