terça-feira, 2 de abril de 2013

NÃO PODE FALTAR


Quais são os elementos essenciais que não podem faltar em um ritual BDSM?

Você já pensou nisso? Acho que sim né. Sendo assim, é provável que este texto seja meio óbvio. Mas espero que gostem.

Acho que escolher um traje de acordo com a fantasia que você imagina é fundamental. Pensar o tipo de roupa que será usada na sessão ajuda na realização da sua fantasia. Em um ritual não se deve usar uma roupa comum, nem quem domina e nem quem será dominado. Batas, vestidos e outras indumentárias de tecidos e roupagem se mostram fundamentais. A roupa preta é sempre uma boa pedida, mas esta não é a única cor que pode ser usada. Lembre que as cores, tanto nas roupas, como nos objetos e na ambientalização, têm um sentido e um significado especiais, branco indicaria pureza e início, preto autoridade, vermelho desejo e prazer, rosa amor e por ai vai... A ausência da roupa também serve na construção da fantasia, mas isso no momento certo. A postura é fundamental também, sendo que o sub ficar de joelhos e beijar os pés da dona representam humildade e subserviência. Os objetos mais usados nos rituais são a coleira, os chicotes, correntes, algemas, vendas e mordaças. Velas também são objetos muito utilizados nos rituais. Uma fundamentação que já ouvi falar e achei bem interessante é sobre os locais onde se pingam a vela no corpo do submisso no rito de inicialização.

A domme que porta a vela é a luz que conduz o destino.

Os pingos da cera que recaem sobre o corpo representam:

Nas mãos, o trabalho e a servidão;
Nos pés, o caminho da obediência;
No peito, o amor e a entrega pura;
Nas costas, disciplina e a punição.
Nos genitais, privação;
Na cabeça ou testa, o pensamento voltado ao prazer da dona.