quinta-feira, 25 de outubro de 2012

SEJA UM BOM SUBMISSO


Para ser um bom sub é preciso observar alguns aspectos, básicos, simples e que fazem a diferença. Está lista de premissas não são verdades absolutas, mas com certeza dão um upgrade no submisso. A lista não está em ordem de importância, pois todos os itens dela são relevantes e indispensáveis para se evoluir na servidão. Ponha em prática e perceba a diferença.

1. O submisso QUER servir.
2. O submisso admira sua dona.
3. O submisso deve estar sempre atento. Deve evitar ficar disperso com outras coisas ou pessoas que não contribuem para sua servidão.
4. O submisso precisa tirar suas dúvidas sempre com a sua dona. Opiniões alheias só prejudicam a relação dos dois.
5. O submisso deve pensar em formas para agradar sua dona. Ele deve por isso em prática ao invés de ficar somente na teoria.
6. O submisso (teoricamente) deve ter uma postura dócil. Ter a postura correta é uma demonstração de que realmente esta disposto a servir.
7. O submisso sabe esperar a hora certa das coisas, em todos os aspectos. Quem define oque, quando, onde e se, é a dona. O submisso pacientemente se mantem disponível. 
8. O submisso tem que ser receptivo às vontades e preferências de sua dona. A vontade dela vem antes da dele próprio. Quando a dona fica satisfeita com o que ele proporcionar, ele vai receber as recompensas que deseja e merece.
9. O submisso com tesão rende mais. Quanto mais tesão acumulado ele tiver, mais focado ele fica. Por isso o sub não deve se aliviar e o ideal é se manter em abstinência. Seu prazer vem depois do da dona e se ela quiser.
10. O submisso precisa sentir saudades da dona. Quanto mais saudades ele sentir será melhor para sua entrega. Saudade é um termômetro para o seu envolvimento na relação.
11. O submisso não desiste facilmente. Ele é perseverante  O submisso se esforça para aprender, para se adequar e se transformar.
12. O submisso é cauteloso.
13. Ser submisso não é fácil, requer dedicação e disciplina.
14. BDSM não se trata de sexo simplesmente.
15. BDSM pode se tornar um estilo de vida.