segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

MASTURBAÇÃO PROIBIDA

A castidade masculina não é apenas sobre os homens serem "castos" ou "fiéis" para sua dona. Ela implica também na privação da masturbação que resulta no acumulo da energia que antes era desperdiçada e que passa a ser utilizada para coisas mais importantes. Em termos de castidade, a masturbação masculina não pode ser justificada fundamentada no prazer do orgasmo que ela resulta, pois esse alívio é um ato solitário, egoísta, desnecessário, que serve unica e exclusivamente para agradar e despertar a si mesmo. Todo esse esforço e a energia expulsos durante a masturbação masculina são um esperdício que não pode acontecer e que deve ser direcionado para prestar atenção e se dedicar à sua dona. Lembre-se que um homem casto dentro de um relacionamento amoroso fica focado na parceira, de um modo que inclui seu corpo, sua mente, sua alma e todo potencial dessa energia espiritual que ele passa a acumular dentro de si sem o alívio.

A declaração acima não implica no fato de que a masturbação masculina em geral seja algo errado. Sendo a masturbação moderada algo normal e saudável, que pode aliviar o stress e ser um acompanhamento maravilhoso para fantasias. No entanto, em termos de um estilo de vida com castidade masculina a masturbação é um problema grave. Que mesmo sendo feita eventualmente acaba desviando a atenção do homem. Outro problema é que depois de algum tempo a masturbação acaba sendo praticada com excessos e pode se tornar uma solução viciante para os stresses e compromissos da vida do homem. Isso torna a masturbação uma distração que acarretar na alienação do homem para os problemas da vida e para o zelo com sua dona. Isso significa que a energia usada para o auto prazer não deve se perder e é melhor utilizada em outras partes de sua vida do homem, principalmente em atividades para agradar a sua dona.