terça-feira, 21 de setembro de 2010

CASTRAÇÃO QUÍMICA COM ACETATO DE CIPROTERONA

O tema deste post nem sempre é bem recebido por todas as pessoas por se tratar de uma prática extrema, mas não vou deixar de mencionar o assunto. Algumas pessoas fazem o uso de medicamentos para a realização da castração química ou com o objetivo de avançar nas práticas ligadas ao fetiche da feminização. Não pretendo incentivar o uso desses medicamentos e se posso dar um conselho, antes de começarem a tomar qualquer tipo de medicação se informe melhor com um médico sobre os beneficio, riscos e os efeitos dele.

Se você quer castrar um escravo saiba que o remédio mais utilizado com esse objetivo é o Androcur. Essa medicação usada no tratamento de câncer de próstata, priapismo e hipersexualidade é eficiente no controle das funções eréteis do seu submisso. Ao tomar a medicação ele não conseguirá ter uma ereção e ficará com o penis fora de uso.  Outros remédios com os mesmos efeitos são Cyprostat, Cyproteron, Procur, Cyprone, Cyprohexal, Ciproterona, Cyproteronum, Neoproxil e Siterone, e também são utilizados para impedir a ereção. Esses medicamentos a base de Acetato de Ciproterona, são considerados anti-andrógenos. Ou seja, eles suprem a ação da testosterona no organismo e reduzem os níveis hormonais, com isso o homem perde provisoriamente a capacidade de ter e manter ereções enquanto fizer o uso da medicação. Inicialmente tomar o Androcur, um comprimido duas vezes ao dia, geralmente é suficiente para alcançar o resultado desejado. O fim das Ereções. Além de conter o enrijecimento do penis essa medicação possui alguns efeitos colaterais como sensibilidade no mamilo e a diminuição dos níveis de espermatozóides no sêmen. No entanto nenhum dos efeitos desta medicação é permanente. Após sua interrupção as funções se normalizam em alguns meses. Os pacientes que exercem atividades que requerem grande concentração, por exemplo, motoristas, operadores de máquinas devem ser alertados que Androcur pode produzir cansaço, diminuição da vitalidade e da capacidade de concentração. Ocasionalmente, ele pode induzir sensação de dificuldade respiratória. O efeito desinibidor do álcool pode diminuir o efeito inibidor desta medicação do impulso sexual. Pacientes portadores de diabetes devem ser mantidos sob cuidadosa vigilância.
Durante o tratamento devem ser realizados exames periódicos da função hepática e adrenocortical, e hemogramas (série vermelha).


Bula:

Androcur® SCHERING
Acetato de ciproterona
Uso adulto

Composição - ANDROCUR

Cada comprimido contêm 50 mg de acetato de ciproterona.

Indicações e posologia - ANDROCUR


No homem: Diminuição do impulso sexual patológico ou patologicamente aumentado. 1 comprimido deANDROCUR 2 vezes ao dia, após as refeições, com um pouco de líquido. Pode ser necessário aumentar a dose para 2 comprimidos 2 vezes ao dia e, mesmo transitoriamente, para 2 comprimidos 3 vezes ao dia. Obtido o resultado terapêutico desejado, deve- se tentar mantê-lo com a menor dose possível: 1/2 comprimido 2 vezes ao dia, geralmente é suficiente. Carcinoma de próstata inoperável: Após orquiectomia, 2 comprimidos de ANDROCUR 1 ou 2 vezes ao dia; sem orquiectomia, 2 comprimidos de ANDROCUR 2 ou 3 vezes ao dia. Não modificar a dose ou suspender o tratamento imediatamente após remissão ou melhora. Redução de androgênios em tratamento com agonista de LH-RH: 2 comprimidos 2 vezes ao dia, isoladamente por 5 a 7 dias e, posteriormente, por 3-4 semanas juntamente com o agonista de LH-RH. Para eliminar o efeito de androgênios adrenocorticais no tratamento com agonista de LH-RH: 2 comprimidos 1 ou 2 vezes ao dia. 
Na mulher: Manifestações graves de androgenização, como hirsutismo intenso, alopecia androgênica grave, formas graves de acne e seborréia. Em pacientes em idade reprodutiva: Antes de iniciar o tratamento, deve- se efetuar exame geral completo e minuciosa exploração ginecológica bem como excluir a existência degravidez. Em pacientes na maturidade sexual, inicia-se o tratamento com ANDROCUR no 1º dia do ciclo menstrual. Pacientas amenorréicas ou que tenham menstruações muito irregulares iniciarão o tratamento imediatamente. Nestes casos, observar-se-á o esquema geral de tratamento mencionado a seguir, como se o 1º dia de tratamento tivesse coincidido com o 1º dia do ciclo. Do 1º ao 10º dia do ciclo devem ser ingeridos diariamente 2 comprimidos de ANDROCUR, após as refeições, com um pouco de líquido. Adicionalmente, para estabilizar o ciclo e para proporcionar a proteção contraceptiva necessária, administrar um preparado contendo associação progestogênio-estrogênio, como Diane 35, 1 drágea por dia a partir do 10 dia damenstruação, durante 3 semanas. A seguir, intercalam-se 7 dias de pausa, durante os quais ocorrerá sangramento semelhante ao menstrual. Após a pausa, inicia-se novo ciclo de tratamento combinado. Se não ocorrer menstruação, deve-se excluir a  gravidez  antes de continuar o tratamento. Obtida a melhora clínica, pode-se reduzir a dose de ANDROCUR para 1 ou ½ comprimido por dia, durante os 10 dias do tratamento combinado. Em alguns casos, o uso isolado de  Diane 35 pode ser suficiente. Em pacientes histerectomizadas ou em pacientes após a menopausa, pode-se administrar exclusivamente ANDROCUR. Dependendo da gravidade dos distúrbios, utiliza-se 1/2 ou 1 comprimido por dia durante 21 dias consecutivos, intercalando um intervalo de 7 dias antes de iniciar o novo ciclo de tratamento.

Efeitos colaterais - ANDROCUR

No homem: ANDROCUR diminui paulatinamente a capacidade de procriação. Terminado o tratamento, a função gonadal reinstala- se no decorrer de alguns meses. Igualmente, no homem, pode às vezes ocorrerginecomastia, eventualmente associada à hipersensibilidade do mamilo ao tato. Estes sintomas geralmente desaparecem após a interrupção do tratamento. 
Na mulher: Em vigência do tratamento combinado, a ovulação é inibida, o que ocasiona infertilidade. Pode ocorrer tensão mamária. 
Em ambos os sexos: Durante o tratamento pode apresentar- se sonolência e adinamia. Em alguns casos podem ocorrer, transitoriamente, inquietações e estados depressivos. Às vezes são observadas modificações no peso. Em tratamento com altas doses pode ocorrer redução da função adrenocortical.

Contra-indicações - ANDROCUR


Gravidez, lactação, hepatopatias, icterícia ou prurido grave durante gravidez anterior, antecedente de herpes gestacional, síndrome de Dubin- Johnson e de Rotor, tumores hepáticos atuais ou antecedentes dos mesmos (na indicação em carcinoma de próstata somente quando este não seja devido a metástases), doenças debilitantes (exceto carcinoma de próstata), depressões crônicas graves, processos tromboembólicos ou antecedentes dos mesmos, diabetes grave com alterações vasculares, anemia falciforme. Em portadores de carcinoma de próstata com antecedentes de processos tromboembólicos,diabetes grave com alterações vasculares e(ou) anemia falciforme, deve-se decidir, individual e cuidadosamente, sobre benefícios e riscos.

Observações - ANDROCUR

Pacientes cuja atividade exige agilidade mental e boa concentração motora (ex. motoristas) devem ser alertados de que ANDROCUR pode produzir cansaço, adinamia e diminuição da capacidade de concentração. Durante o tratamento deve- se efetuar provas de função hepática e de córtex supra-renal e hemogramas (série vermelha). Cuidadosa vigilância clínica e laboratorial se faz necessária nos casos de pacientes diabéticos. Além do mais, pode ser necessário reajustar a medicação antidiabética. Durante o tratamento com esteróides sexuais, tais como o contido em ANDROCUR, têm-se observado, algumas vezes, alterações hepáticas benignas e, muito mais raramente, também malignas, que em casos isolados podem provocar hemorragias intra-abdominais perigosas. Por isso, deve-se informar ao médico sobre quaisquer queixas não-habituais no abdome superior, que não cedam espontaneamente em curto espaço de tempo, pois pode ser necessária a interrupção da administração. O álcool desinibe as pessoas, por isso, é possível que a ingestão de bebidas alcoólicas possa diminuir ou contrabalançar o efeito inibidor de ANDROCURsobre o impulso sexual exagerado. ANDROCUR não deve ser administrado para pacientes que ainda não ultrapassaram a puberdade, visto que não se pode excluir influência negativa sobre o crescimento longitudinal e sobre a função das gônadas ainda não desenvolvidas. Pacientes do sexo feminino que usarem adicionalmente Diane 35 devem levar em consideração efeitos secundários, contra-indicações, observações e precauções próprias deste produto.

Apresentação - ANDROCUR

Frasco com 20 comprimidos sulcados.
Informações detalhadas encontram- se à disposição da classe médica.

SCHERING DO BRASIL, Químicas Farmacêutica Ltda.